Siga o Portal do Holanda

Japonês da Federal

Em Manaus, Japonês da Federal diz que prisões na Lava Jato surpreenderam

Publicado

em

Em março de 2014 não se imaginava a prisão de grandes empresários

Manaus/AM - Nesta quinta-feira, 7, o convidado do programa Hora do H, apresentado no Portal do Holanda, foi o “Japonês da Federal”, Newton Ishii, que está em Manaus para eventos de lançamento de livro “O Carcereiro”, pela editora Rocco.

Newton Ishii, entrevistado por Humberto Amorim, disse que nas memórias agora traduzidas em livro pelo jornalista Luís Humberto Carrijo, afirma que, no início da operação Lava Jato a equipe da Polícia Federal não acreditava que o combate à corrupção tomasse dimensão tão grande.

O Japonês da Federal, ao lembrar o contexto sob o qual a Lava Jato teve início, em março de 2014, também disse que ninguém imaginava ser possível a prisão de altas figuras da República, doleiros e de grandes empresários como veio a acontecer durante a Lava Jato, mas Newton Ishii enfatiza que o apoio da sociedade foi essencial para esse desfecho.

A entrevista de Newton Ishii ao programa Hora do H, por ironia, aconteceu no mesmo dia em que a Lava Jato teve uma derrota com a mudança de postura do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu, horas depois, pelo fim da prisão após julgamento em 2ª instância.

Aposentado, o Japonês da Federal resolveu colocar - dentro daquilo que é possível revelar - parte dos bastidores da operação e que resultou no livro em parceria com Luís Carrijo.

Nesta sexta-feira, o evento lançamento de “O Carcereiro” acontece no restaurante Tambaqui com Alcaparras, a partir das 16h30.

 

Fametro compra um grande problema

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.